A origem das famosas tapas espanholas

Podemos até nem gostar do caracter dos espanhóis, achar que os catalães são mais simpáticos que os madrilenos, que os andaluzes têm um sotaque estranho ou que os galegos falam um português "mal falado", mas há uma coisa da qual todos gostamos e até temos um pouco de inveja... As tapas!

Oh... As tapas! Essa bela surpresa que acompanha as cañas e que, quase sempre, é de borla!

E em Espanha há uma verdadeira cultura à volta deste pitéu! Qual pratinho de tremoços ou pires de amendoins... Aqui põem coisas boas! (ou más, dependendo da sorte ou da falta dela na eleição do lugar!)

entre-caceres-badajoz_pxl_5a855c8f1e26bcc1c4b7571bcbf0b6d1

Mas afinal o que são as tapas? Como apareceram e porque se tornaram tão famosas?

Segundo o dicionário da Real Academia Espanhola, uma tapa é uma 'pequena porção de algum alimento que serve como acompanhamento de uma bebida'. Há uma diversidade imensa nas tapas: podem ser apenas azeitonas, batatas fritas de pacote, um pratinho de presunto e/ou enchidos, tapas frias como a tortilha de batata e a salada russa, ou tapas quentes como o 'pincho moruno', as 'patatas bravas' ou a paelha. Há para todos os gostos e feitios!

entre-caceres-y-badajozE a origem?

Por ser uma tradição muito antiga (Cervantes chamava-lhes "llamativos" e para Quevedo eram "avisillos"), a verdadeira origem das tapas continua envolta em mistério, existindo várias lendas e contos a respeito da mesma, sendo a maioria delas relacionadas com a realeza:

A primeira conta que no século XIII, o rei Alfonso X, conhecido como 'El Sabio', padecia de uma doença para a qual o seu médico lhe receitou tomar vários goles de vinho a cada hora. O rei assim o fazia e, para contrariar os efeitos do álcool, acompanhava a bebida com pequenas porções de comida. Depois de ficar curado, promulgou uma lei que dizia que todas as tabernas de Castela teriam de passar a oferecer pequenas rações de comida ao servir o vinho, para que estas "tapassem" os efeitos menos desejados do álcool.

Uma segunda lenda leva-nos até ao reinado dos Reis Católicos. Conta a lenda que, quando ia a caminho da Andaluzia, o rei Fernando II de Aragão e toda a sua comitiva decidiram parar para descansar e entraram numa taberna infestada de moscas. O taberneiro, com vergonha do estado da taberna e preocupado que alguma mosca se atrevesse a mergulhar no copo real, decidiu colocar-lhe uma 'tapa', uma rodela de chouriço, dizendo as palavras "Aqui tem a sua tampa, Majestade".entre-caceres-badajoz_pxl_a37832350197151caa7463888f62dedb

Existe também uma terceira lenda, muito parecida com a segunda, que conta que um dia o rei Alfonso XIII numa visita a Cádis, parou numa venda e pediu um copo de vinho de Jerez. Nesse mesmo momento uma rajada de vento levantou uma enorme nuvem de poeira e um empregado decidiu colocar uma fatia de lombo de porco para tapar o copo real contra o pó. O rei ficou tão agradecido e gostou tanto da ideia, que ao pedir o segundo copo disse "mas com outra ta(m)pa igual!". Todos os que estavam presentes nessa altura também gostaram da ideia e exigiram que as suas bebidas também levassem ta(m)pas!

Mas deixando a realeza de fora e voltando à plebe, há também quem diga que as tapas se baseiam nas comidas que os lavradores do século XIX levavam para o campo, para acompanhar o vinho que bebiam durante as suas jornadas de trabalho.

Outros, com mentes não tão ingénuas, acham apenas que os taberneiros ofereciam aos seus clientes pratos com aperitivos salgados com o único propósito de os fazer ficar com sede, de maneira a pedirem mais bebida.

E tu, qual das lendas preferes?

Queres conhecer os bares de tapas que aconselho em Madrid? Há uma segunda parte deste artigo 😉

Comentários

Comentários

2 comentários em “A origem das famosas tapas espanholas

  1. Camila

    Só hoje fui ler este seu texto, e apesar do seu estudo mais aprofundado, acabamos contando as histórias de maneira parecida 😀

    Adoro essas origens!!

  2. Susana

    Oie!
    Adoro este tipo de histórias! Podes mudar as personagens ou a época que a essência permanece a mesma 😀
    Quando saímos para umas tapas Camila? Tenho uma vontade de ir ao Entre Cáceres y Badajoz dizer um 'hola' ao John (best camarero ever!!)!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *