Skip to content

As ruas de Madrid: curiosidades e lendas por trás dos nomes

ruas madrid curiosidades madrid o que fazer em madrid

Quem conhece bem a cidade, ou já cá esteve alguma vez, de certeza reparou que nas ruas do centro de Madrid se podem encontrar azulejos pintados à mão com o nome da rua e uma imagem que muitas vezes corresponde à geografia da rua em si ou ao nome da mesma. Há vezes em que se dá o caso de os azulejos apresentarem imagens que não têm nada a ver nem com uma coisa nem com a outra, o que nos deixa intrigados (deixa-me intrigada, vá...).

Quando cheguei a Madrid, esta foi uma das coisas que mais me chamou a atenção. E, como não poderia deixar de ser, a minha sede pelo conhecimento e pelas leituras levou-me a pesquisar mais sobre algumas destas ruas: o porquê dos nomes estranhos ou divertidos, quais as lendas que as envolviam...
Antes de mais, cabe dizer que os azulejos foram pintados por Alfredo Ruiz de Luna González, um ceramista espanhol, pertencente à terceira geração de uma das mais importantes famílias de ceramistas.
O seu trabalho com os azulejos começou em 1991 e conta com 1500 placas de 3x3 azulejos em estilo antigo, espalhados pelo centro de Madrid. Alfredo Ruiz é também conhecido pelo seu extenso trabalho de azulejos na monumental Praça de Touros de Las Ventas.

Podemos encontrar por aqui ruas com nomes de ofícios, animais, santos e santas, reis, ligadas à religião, e até mesmo ruas com nomes deveras estranhos como a Calle del Mediodia Grande (entre muitas outras).

Aqui ficam algumas das ruas mais interessantes:

- Ruas com nomes de ofícios


Todas estas ruas têm nomes de ofícios, e as respectivas imagens, pois nelas se concentravam os grémios ou lojas dedicadas a cada um dos ofícios. Sobre a Calle Ribera de Curtidores falei há uns tempos atrás, por ser uma das ruas principais do Rastro de Madrid.

- Ruas com nomes de escritores

ruas madrid curiosidades madrid o que fazer em madrid

Quevedo, Cervantes, Lope de Vega... Alguns dos maiores génios da literatura espanhola.

- Ruas com nomes de animais

ruas madrid curiosidades madrid o que fazer em madrid

- Calle del Carnero: Era aqui que se encontravam os vendedores deste tipo de carne.

- Calle del León: Durante o séc. XVII vivia nesta rua um indiano (há quem diga que era turco) quetinha como animal de companhia um bonito leão, um animal exótico para a época. A notícia começou a espalhar-se pela cidade e as pessoas começaram a chegar aos magotes para ver tal animal. O dono, espero!, decidiu começar a cobrar a cada pessoa que queria ver o leão.

- Calle del Toro: Uma rua bastante pitoresca que começa numas pequenas escadas. A rua tomou este nome graças aos cornos de um touro, famoso pela sua bravura, que estavam pendurados na varanda de uma das casa. Para além desta peculiar "decoração", conta também a lenda que, todos os dias à hora a que o touro tinha sido morto, os cornos faziam um barulho parecido a um bramido, atraindo muita gente para comprovar a verdade os acontecimentos. O que na realidade acontecia é que o filho do dono da casa tinha o costume de soprar um dos (muitos!) instrumentos feitos com cornos que o pai tinha em casa.

- Calle de la Ternera: Aqui eram expostas as vitelas para o abastecimento deste tipo de carne à cidade.


- Calle Abada: à primeira vista o nome e a figura não têm nada a ver, no entanto em português "abada" é o nome dado à fêmea do rinoceronte (nome que nos dias de hoje não é tão utilizado). O nome da rua deve-se ao facto de em 1501 um grupo de saltimbancos portugueses, trazendo um rinoceronte, se ter fixado por estes lados. E pelos vistos o rinoceronte fugiu...

- Ruas que merecem destaque especial e serão tratadas em artigos à parte

- Calle del Amparo

- Calle de la Cabeza

- Calle de la Ventosa

- Calle del Desengaño

- Calle de la Salud

- Calle del Espíritu Santo

- Calle del Ave María

- Pasadizo del Panecillo

(em actualização...)

3 thoughts on “As ruas de Madrid: curiosidades e lendas por trás dos nomes

  1. Larissa

    Eu AMEI esse post! Amo as placas de Madrid e acho que é incrível como elas contam parte da história da cidade. Adoro a Calle de la Cabeza, em Lavapiés, e a de Arenal, que me contaram uma história muito curiosa, mas não sei se é verdade. E a do Desengaño, estou louca pra conhecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *