Skip to content

5 Milagres de San Isidro

Hoje é o ponto alto das festas de San Isidro, 15 de Maio, o dia do santo.
Depois de, durante a última semana, termos falado de quem era San Isidro e sobre o que fazer nas festas de San Isidro, hoje falo-vos de alguns dos seus milagres mais conhecidos, que fizeram com que fosse santificado e que ainda hoje atraem muitos seguidores.
Os milagres de San Isidro podem ser divididos em três grandes grupos: milagres realizados para fortalecer o culto, milagres relacionados com água e/ou chuva e curas milagrosas.

Quando alguém aflito quer pedir um milagre ao santo, o mais comum é que se desloque à igreja onde repousam os seus restos para rezar. Normalmente as vigílias são nocturnas e costumam demorar 1, 3 ou 9 noites. Em caso de doença, o doente deve acudir (ou ser levado) até ao sepulcro do santo, não podendo ser substituído por familiares.
Diz-se também que, quando as populações estão desesperadas e querem pedir chuva é normal retirar o corpo do seu "caixão" e pô-lo num pedestal em frente à igreja de San Andrés para que não exista nenhum objecto entre San Isidro e Deus e que possa interferir com o milagre.
A San Isidro foram atribuídos 438 milagres e estes são alguns dos mais significativos:

O poço da San Isidro

Poço regate illan, milagres de san isidro, poço casa de san isidro
Poço de onde foi resgatado Illán (fonte: Wikimedia Commons)

O milagre mais famoso de todos e que salvou o seu filho Illán de uma morte quase segura. San Isidro e a sua esposa Santa María de la Cabeza estavam a trabalhar no campo quando se dão conta de que o seu filho tinha caído num poço muito fundo. Sem forma de o ajudarem com as próprias mãos, os dois santos começaram a rezar à volta do poço e pouco depois a água começou a subir e acabou por trazer até à superfície o jovem Illán. Este poço é o que podemos ver no Museu das Origens de Madrid ou Museu de San Isidro.

Comida Infinita para os pobres

Isidro costumava organizar de forma periódica almoços para os mais necessitados, aquilo que hoje em dia se conhece como a "panela de San Isidro". Uma altura aconteceu aquilo que todos os anfitriões têm medo que aconteça: a comida não chegava para todos os assistentes. Munido da sua fé, San Isidro começou a rezar ao mesmo tempo que ia tirando comida da panela, que parecia não ter fim. Conseguiu servir comida até que todos os "convidados" ficassem saciados.

Ajuda divina no campo

Milagres de san isidro, ajuda divina no campo, san isidro, madrid
Milagre da ajuda divina no campo (fonte: catholikblog.blogspot.com)

Rezam as lendas que chegaram até aos nossos dias que San Isidro contava com ajuda divina para fazer as suas tarefas do campo: dois anjos lavraram o campo com a ajuda de uma junta de bois enquanto Isidro rezava.

O saco de grãos misterioso

Num dia de inverno, San Isidro ia carregado com um saco de grãos para levar até ao moinho quando se deparou com um grupo de pássaros que, por culpa da neve, não conseguiam encontrar nada para comer. San Isidro teve compaixão pelos pequenos , e como era conhecido por ser bastante amigos dos animais, decidiu partilhar os cereais que levava com os pássaros. Continuou o seu caminho e qual não foi o seu espanto, quando chegou ao moinho o saco estava de novo cheio!

Aparição de fontes e nascentes de água

Milagres de San Isidro, Museu de San Isidro, Madrid
s.XVIII. José Conchillos. Milagres de San Isidro (Museu de San Isidro. Madrid)

Muitos dos milagres de San Isidro têm a ver com a água e este é mais um deles. Um dia, estando Isidro a trabalhar no campo, aparece o seu senhor, Iván de Vargas, e pede-lhe um pouco de água, pois nesse dia o calor era sufocante. Quando Isidro se deu conta de que a sua água já tinha terminado, pegou no cajado e bateu com ele no chão dizendo "Quando Deus queria, água aqui havia". Nesse mesmo momento começou a brotar água do chão e desde então rezam as lendas que essa água tem propriedades milagrosas. Em 1528 a Imperatriz Dona Isabel mandou erguer uma eremita nesse local.

Entre os milagres póstumos de San Isidro há que destacar três:

O corpo incorrupto

San Isidro morreu em 1172 e foi enterrado na igreja de San Andrés (Madrid). Os seus restos foram exumados anos mais tarde e descobriram que o seu corpo estava incorrupto. Hoje em dia, durante as festividades do San Isidro é possível contemplar o corpo do santo, assim como as relíquias da sua esposa Santa María de la Cabeza.

Conselho na Batalha de las Navas de Tolosa

Diz-se que este milagre está intimamente ligado com o anterior. Quando Alfonso VIII regressou vitorioso da batalha de Navas de Tolosa contra os muçulmanos, contou que este feito não teria sido possível se não fosse a ajuda de um pastor que lhes indicou um caminho escondido na Serra Morena e que lhes permitiu surpreender os muçulmanos. Tempos depois, quando o monarca viu o corpo de San Isidro, reconheceu a cara do pastor! Tinha presenciado uma aparição do santo depois de morto para o guiar à vitória!

Cura de Felipe III

Este foi o milagre que valeu a beatificação de San Isidro. Numa dada altura em que o rei Felipe III se encontrava gravemente doente, pediu para ver o corpo do santo e assim tentar conseguir uma "cura divina". O corpo de San Isidro foi levado até aos seus aposentos e, dias mais tarde, o monarca recuperou a saúde. Como agradecimento ao santo, Felipe III iniciou todos os trâmites necessários para a beatificação de San Isidro, que aconteceu a 14 de Abril de 1619.

Estes são 5 dos milagres de San Isidro mais conhecidos. Qual o vosso preferido? Conhecem mais algum que mereça destaque?

Vais viajar para Madrid?
aviao-30

Encontra na eDreams voos para Madrid ao melhor preço.

hotel-30

Hotéis baratos em Madrid no Booking

turismo-30

À procura de uma visita guiada pela cidade? Fala comigo!

Ao utilizares os links de afiliados estás a ajudar-me a pagar os custos do blog. A Booking e a eDreams dão-me uma pequena comissão por cada venda e tu não pagas mais por isso! 🙂