“Las doce en punto y serenoooo”

Durante muitos anos em Espanha, existiu uma figura típica que caminhava pelas ruas durante toda a noite, ajudando a manter os bairros seguros. Eram conhecidos como Serenos e estiveram no ativo até 1977. O último Sereno de Madrid, Manuel Amago, tem uma  placa em sua honra na Calle Gómez Ulla entre os números 8 e 10.

Mas quem eram os serenos? Como surgiram e o que faziam?

sereno em 1935
Sereno em 1935, foto da exposição «Nocturnas. A la luz de Madrid (1900-1936)» do Arquivo Geral da Administração

O início do Corpo de Serenos

Durante o seu reinado, Carlos III instala em Madrid vários candeeiros de azeite para iluminar as ruas. Os encarregados de cuidar destes candeeiros eram os próprios cidadãos, até que a 12 de abril de 1765, o rei os liberta da obrigação de cuidar, limpar, manter e conservar estes candeeiros, passando esta responsabilidade para o corpo de segurança criado.

Assim começam as primeiras aventuras do Corpo de Serenos, com 100 integrantes.

No início o seu único trabalho era o de assegurar o correto funcionamento da iluminação pública, trabalho este que mais tarde seria atribuído aos faroleros. Depois começaram a fazer rondas noturnas pelos bairros e a ter cada vez mais tarefas, que variavam dependendo das necessidades de cada bairro.

sereno com roupa de trabalho

Como iam vestidos os Serenos?

Para poder entrar no Corpo de Serenos, os aspirantes deveriam cumprir alguns requisitos:

  • não ter antecedentes criminais
  • medir pelo menos 5 pés de altura (1,50m)
  • ter entre 20 e 40 anos
  • ter voz forte e clara

O uniforme, que não variou muito durante os 200 anos de atividade dos serenos era composto por uma capa cinzenta (mais tarde trocada por um casaco da mesma cor), um chapéu com viseira estilo militar, um chuzo (vara comprida de madeira com ponta de ferro em forma de lança) e um assobio/apito de bronze.

O chuzo servia para atacar algum ladrão ou defender-se de algum atacante e, no início, era também nele que ia pendurada a pequena lanterna que os serenos utilizavam.

O assobio era utilizado para avisar da presença do sereno na área, chamar a polícia ou os seus companheiros no caso de necessidade, denunciar crimes ou alertar para incêndios. Já no final começou a ser utilizado por tudo e por nada e a polícia já não lhes dava importância. Daqui nasceu o provérbio espanhol “tomar alguién por el pito del sereno”,que significa não dar importância ou ignorar alguém.

– Publicidade –



varios serenos do corpo de serenos

O que faziam os serenos? Quais eram as suas funções?

  • Abrir os portões das casas – Na altura em que foram criados, os portões das casas eram abertos com enormes chaves de ferro que podiam chegar a medir 15cm e pesar quase meio quilo. Andar com elas no bolso era impensável, então este trabalho foi dado aos serenos do bairro, que levavam penduradas as chaves de todos os portões. Quando alguém queria entrar, bastava gritar SERENOOOOO e ele respondia com um VAAAAAA e um golpe do chuzo no chão, indicando que estava a caminho.
  • Segurança das ruas e casas – Era, talvez, o trabalho mais importante dos serenos e a razão da sua existência. Patrulhavam diversas ruas de um mesmo bairro para evitar assaltos, roubos ou problemas maiores.
  • Cantar as horas e o tempo – Eram os encarregados de cantar as horas, as meias-horas e os quartos de hora, seguidos pelo tempo. Se chovia podiam cantar “Las tres y cuarto y lluviaaaaa”, ou se o tempo estava tranquilo “Las cuatro y serenoooooo”. Daqui vem o nome pelo qual eram conhecidos
  • Acordar as pessoas à hora estipulada – Como não havia despertadores, as pessoas informavam os serenos do seu bairro a que horas queriam ser acordadas e este, à hora exata, ia até à casa em questão e batia à porta até que o dorminhoco se levantasse da cama, abrisse a porta e lhe desse uma gorjeta. Em Barcelona, os serenos também acordavam os pescadores. Para informarem a que horas queriam ser acordados, os pescadores deixavam uma corda na porta com nós e laços. Cada nó correspondia a uma hora e cada laço a meia hora, portanto se alguém quisesse acordar às 3h30, deveria deixar uma corda com três nós e um laço.
  • Ajudar os fregueses do bairro – Podiam chamar os bombeiros em caso de incêndio, a polícia se houvesse algum crime, mas também eram os encarregados de chamar a parteira se alguma mulher entrasse em trabalho de parto, ou o confessor se alguém estivesse a ponto de morrer. Tinham todos os médicos, cirurgiões, confessores, parteiras e agentes da lei localizados e escritos num caderno para que fosse fácil saber onde viviam e chamá-los em caso de urgência

Os serenos não recebiam um salário fixo mensal, viviam das gorjetas que os vizinhos da sua área lhes davam.

manuel amago ultimo sereno de madrid

O último Sereno de Madrid

O Corpo de Serenos desapareceu em 1977 com a chegada dos porteiros eletrónicos, a modernização das fechaduras e a Polícia Local, que começou a fazer as tarefas de vigilância. Em 1986 desapareceu oficialmente a profissão de Sereno e os que ainda restavam foram incluídos nos quadros da Câmara Municipal de Madrid.

placa homenagem manuel amago

Manuel Amago é o último Sereno de Madrid ainda vivo, trabalhou como sereno desde 1950 até aos 82 anos e, se por ele fosse, teria continuado com esse trabalho o resto da vida! Em 2019 deu uma entrevista à Cuatro, cujo video pode ser visto aqui.

– Publicidade –



Os Serenos do século XIX

Há uns anos atrás, várias cidades decidiram reviver esta figura tão típica da sociedade espanhola e que tanto conforto e sensação de segurança trazia aos vizinhos.

Em Gijón, cidade asturiana, apareceu a iniciativa Serenos Gijón, que tenta trazer de volta a profissão.

sereno seculo xxi

Em Santa Coloma de Gramenet, e noutras aldeias catalãs, foram criados corpos de agentes cívicos que patrulham as ruas durante a noite e fazem a vez de serenos modernos.

No bairro madrileno de Chamberi, os vizinhos e comerciantes uniram-se para criar um Corpo de Serenos para proteger os comércios durante a noite e, sobretudo, dar informações a quem por ali passa e anda meio perdido: onde estão as farmácias de guarda, os multibancos, a morada de determinada loja, etc. Também ajudam as pessoas com dificuldades de mobilidade a travessar a rua ou a chamar um táxi, e avisam a polícia se necessário.

Guarda este artigo no Pinterest para o teres sempre à mão!

flecha azul separadora

PROGRAMA A TUA VIAGEM PARA MADRID

Reserva os teus voos baratos para Madrid através do Skyscanner.

Reserva o teu hotel no Booking, com toda a garantia e segurança de uma plataforma mundialmente reconhecida.

Faz uma visita guiada por Madrid comigo! Privada, personalizada e ao teu ritmo!

Descobre as melhores atividades de Madrid com a Civitatis! Entradas para museus, espetáculos e muito mais.

Chegaste ao aeroporto de Barajas e procuras um transfer privado para te levar ao hotel ou ao centro de Madrid? Aqui estão as melhores opções!

Contrata o teu seguro de viagens com a IATI através dos nossos links e recebe 5% de desconto!

Consegue até 39€ de desconto na tua primeira reserva no AirBnb com o nosso código.

Faz as tuas reservas através dos links parceiros que te deixo no final de cada artigo. Ao utilizares estes links NÃO PAGAS MAIS e ajudas-me a manter o blog, já que recebo uma pequena comissão por cada venda. Muito obrigada!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.