O meu Roteiro por Madrid começa normalmente na Porta do Sol, a praça madrilena mais central e ponto de passagem obrigatório tanto para turistas como para locais.

É aqui que se podem encontrar alguns dos mais famosos símbolos de Madrid, como a estátua do Urso e o Medronho, a placa do Quilómetro 0, o placard luminoso do Tio Pepe e a Real Casa de Correos, já para não falar das dezenas de SpongeBobs, Barts e Mickeys que andam por ali às voltas a tentar impingir balões foleiros às criancinhas e aos paizinhos mais distraídos!

O que ver na Porta do Sol?

A Porta del Sol nem sempre teve o aspecto que podemos encontrar hoje em dia. Nas suas origens, não era mais do que isso: uma entrada através do muro que rodeava a cidade de Madrid no século XV. Estava virada para este e por esse motivo foi-lhe esculpida um sol no cimo da entrada (daí vem o nome da praça!)

REAL CASA DE CORREOS

É o edifício mais antigo, construído entre 1766 e 1768 pelo arquitecto francês Jaime Marquet. Foi a sede do Ministerio de la Gobernación (Interior), da Dirección General de Securidad durante a ditadura franquista e é actualmente a sede da Presidência da Comunidade Autónoma de Madrid.

A peça que mais se destaca neste edifício é sem dúvida o relógio da torre, construído no século XIX e que faz a tradicional conta decrescente para a entrada no novo ano.

URSO E O MEDRONHO

A estátua do Urso e o Medronheiro, representação realista das armas heráldicas da cidade de Madrid, está situada à entrada da Calle Alcalá e é um ponto de encontro popular para os habitantes de Madrid. Foi erigida em 1967 por  Antonio Navarro Santafé em frente ao número 1 (onde hoje em dia se encontra a Apple Store), e depois de ter passado vários anos em frente à Calle del Carmen, foi reposta no seu lugar original a 25 de Setembro de 2009.

A estátua é feita em bronze, tem 4 metros de altura e pesa cerca de 20 toneladas. Está apoiada sobre um pedestal feito de granito.

QUILÓMETRO ZERO

Será que todos os turistas que vêm a Madrid vêm a placa do Quilómetro Zero? Eu, sinceramente, acho que não. Apesar de ser um ponto 100% turístico, não é algo muito chamativo nem grande, mas sim uma simples placa no chão que de certeza passará despercebida a muita gente mais desatenta (ou que não tenha um bom guia turístico, seja de papel ou em pessoa).

Uma simples placa com bastante história, por supuesto!

O Quilómetro Zero marca o início das denominadas Carreteras Nacionales Radiales, construídas no século XVIII por Filipe V, que se extendiam por toda a peninsula ibérica. Como todas partiam do centro de Madrid, ficou decidido que seria a partir daqui que se contaria a quilometragem das mesmas.

Apesar de na placa apenas estarem representadas as seis primeiras estradas, muitas outras têm os seus quilómetros contados a partir daqui. Normalmente os números identificadores dessas estradas acabam em número ímpar, como é o caso da N-401, N-301 e N-601.

As estradas radiais histórias representadas na placa são as seguintes (no sentido dos ponteiros do relógio):

N-I: De Madrid a Irún. Nome: Carretera de Burgos e Irún
N-II: De Madrid a El Pertús, La Junquera. Nome: Carretera de Barcelona
N-III: De Madrid a Valência Nome: Carretera de Valencia
N-IV: De Madrid a Cádiz. Nome: Carretera de Andalucía
N-V: De Madrid à fronteira com Portugal, a oeste de Badajoz. Nome: Carretera de Extremadura
N-VI: De Madrid a La Coruña. Nome: Carretera de La Coruña

A placa original foi criada por Cándido Herrero Rico e colocada na Porta do Sol em 1950. Em 2009, a desgastada placa foi trocada por uma réplica feita por Paco Candán (a que podemos ver hoje em dia).

TIO PEPE

A figura do Tio Pepe nasce em 1935 aquando da comemoração dos 100 anos garrafeira González Byass, dedicada à produção de vinhos finos e licores.

O cartaz luminoso do Tio Pepe foi colocado no nº1 da Porta do Sol (antigo Hotel Paris, hoje em dia Apple Store) em 1936 e aí permaneceu até Abril de 2011, sobrevivendo às exigências que impediam a existência deste tipo de publicidades luminosas durante a guerra, mas “sucumbindo” ao poder de uma multinacional.

Em 2009 foi considerado Património Histórico de Madrid e desde o dia 22 de Abril de 2014 ocupa o número 11 da Porta do Sol.

ESTÁTUA EQUESTRE DE CARLOS III

A estátua equestre de Carlos III foi o último elemento adicionado à praça em 1994. É uma reprodução em bronze da obra de Juan Pascual de Mena, cujo original se conserva na Real Academia de Belas Artes de São Fernando.

O monumento tem 9 metros de altura e as inscrições no seu pedestal contam, de maneira breve, a história do reinado de Carlos III.

Ao passar por aqui aconselho vivamente comer um dos docinhos da “La Mallorquina”, (esquina da Porta do Sol com a Calle Mayor) uma das pastelarias madrilenas centenárias que nos oferece os seus fantásticos doces desde 1894! E enquanto degustamos o nosso doce, nada melhor do que olhar à volta e apreciar a panóplia de artistas de rua que podem ser encontrados por aqui e os seus diversos números!

Não se esqueçam de que Madrid é uma cidade (muito) grande, com gente de vários pontos do mundo e que convém sempre ter cuidado por causa dos assaltos!

flecha azul separadora

PROGRAMA A TUA VIAGEM PARA MADRID

Reserva os teus voos baratos para Madrid através do Skyscanner.

Reserva o teu hotel no Booking, com toda a garantia e segurança de uma plataforma mundialmente reconhecida.

Faz uma visita guiada por Madrid comigo! Privada, personalizada e ao teu ritmo!

Descobre as melhores atividades de Madrid com a Civitatis! Entradas para museus, espetáculos e muito mais.

Chegaste ao aeroporto de Barajas e procuras um transfer privado para te levar ao hotel ou ao centro de Madrid? Aqui estão as melhores opções!

Contrata o teu seguro de viagens com a IATI através dos nossos links e recebe 5% de desconto!

Faz as tuas reservas através dos links parceiros que te deixo no final de cada artigo. Ao utilizares estes links NÃO PAGAS MAIS e ajudas-me a manter o blog, já que recebo uma pequena comissão por cada venda. Muito obrigada!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

sixteen − 14 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.